Ilustração do vírus HPV aumentado em microscópio | sintomas de HPV | Blog da ALIA

Sintomas de HPV: saiba reconhecê-los e como é feito o tratamento; campanha de vacinação contra o HPV no SUS vai até março de 2018

Reconhecer os sintomas de HPV é simples na maioria das vezes. O tratamento requer tempo.

No entanto, há casos em que o vírus pode estar no organismo sem apresentar os sintomas de HPV tradicionais, sendo de difícil diagnóstico.

Ou seja, o HPV pode estar ‘escondido’ no corpo e ser facilmente transmitido através das relações sexuais sem proteção. Isso ocorre mais entre homens, que podem carregar e transmitir o vírus sem saber.

Conhecido como crista de galo e verruga genital, entre outros nomes, o Vírus do Papiloma Humano ou HPV é a Infecção Sexualmente Transmissível (IST) mais comum entre as pessoas sexualmente ativas.

Principais sintomas de HPV

Os sintomas de HPV incluem verrugas nas áreas genitais, ânus, boca, bochecha, língua e garganta. As verrugas podem aparecer também no colo do útero nas mulheres. Outras formas comuns do HPV são as aftas e as herpes bucais e genitais.

Há casos em que as verrugas podem ser tão pequenas que só podem ser diagnosticadas através de exame microscópico.

Imagem do órgão genital masculino com HPV (detalhe) | sintomas de hpv | Blog da ALIA

HPV em órgão genital masculino (detalhe)

Foto de órgão genital masculino com HPV (detalhe) | sintomas de hpv | Blog da ALIA

O HPV pode aparecer tanto dentro quanto fora dos órgãos genitais. Na foto, órgão genital masculino com HPV (detalhe)

Foto de verrugas de HPV na boca | sintomas de hpv | Blog da ALIA

HPV na boca

Prevenção ao HPV

As duas principais formas de se prevenir o HPV são através do uso da camisinha e da vacina contra o HPV.

A vacina contra o HPV deve ser aplicada antes do início da vida sexual. A vacina é grátis e está disponível no SUS para meninos e meninas a partir de 9 anos de idade.

O Ministério da Saúde recomenda a vacinação para crianças na faixa etária entre 9 e 13 anos. A grande maioria delas ainda não iniciou a vida sexual nessa idade.

Como essas crianças não estão expostas ao vírus, os benefícios da vacina contra o HPV são maiores. A vacina irá prevenir contra doenças mais graves causadas pelo HPV, como o câncer no colo do útero e câncer no pênis, por exemplo.

Quem tem vida sexual ativa também deve tomar a vacina contra o HPV. 

No entanto, a vacina não dispensa o uso da camisinha para proteção contra outras IST.

Está em andamento no SUS uma campanha de vacinação contra o HPV. A campanha irá até março de 2018 e tem como público-alvo homens e mulheres entre 15 e 26 anos.

A vacina estará disponível somente nos municípios em que há doses em estoque com previsão de vencimento para esta data. Ao final da campanha, a vacina voltará a ser aplicada no público-alvo e prioritário, composto por crianças entre 9 e 15 anos. Saiba mais aqui.

Sistema Imunológico e HPV  

A propensão para desenvolver algum tipo de câncer a partir do HPV irá depender da vida sexual e do organismo de cada pessoa.

Em muitos casos os sintomas de HPV somem sozinhos, mas o vírus permanece e após algum tempo volta devido à imunidade baixa.

Fortalecer o sistema imunológico pode ser uma forma de estar menos suscetível ao retorno do vírus. Por isso, os médicos indicam a ingestão de alimentos ricos em vitamina C para pessoas que já tiveram HPV ou estão em tratamento.

Cura e tratamento do HPV

Após perceber os sintomas de HPV, a pessoa deve procurar rapidamente um médico.

O tratamento do HPV é feito por meio de pomadas, cremes, ácidos e soluções que devem ser aplicados no local das verrugas. Em muitos casos é preciso intervenção cirúrgica para remoção das verrugas.

Foto de pessoa aplicando remédio na boca com cotonete | sintomas de hpv | Blog da ALIA

O tratamento é definido pelo médico e pode ser feito em casa com pomadas e cremes e/ou através de remoção cirúrgica das verrugas

A retirada das verrugas pode ser feita através de cauterização a laser, congelamento por nitrogênio, carbonização por eletricidade e remoção cirúrgica.

O tratamento pode durar de 6 meses a 2 anos até que o vírus desapareça por completo.

Em muitos casos, principalmente nos homens e pessoas com boa imunidade, o vírus do HPV pode curar-se sozinho após 4 semanas. É a chamada remissão espontânea do HPV.

Complicações do HPV

Nas mulheres, o HPV pode evoluir para um câncer no colo do útero, na vagina e na vulva se não for corretamente diagnosticado e tratado. Nos homens, o câncer no pênis é um dos desdobramentos mais graves e comuns.

O HPV em homens e mulheres pode evoluir também para câncer no ânus e orofaringe.

O Brasil é um dos países com mais casos de HPV no mundo

Com mais de 685 mil casos de HPV registrados, o Brasil é um dos líderes na incidência do vírus.

O HPV é uma das IST mais comuns no Brasil, com mais casos do que a Aids.

O HPV no Brasil tem crescido muito entre homens e jovens. A incidência do HPV entre homens no Brasil é maior do que nos EUA e no México.

Não é exagero dizer que todas as pessoas irão contrair HPV algum dia. Porém, nem todos os casos irão evoluir para o câncer.

Daí a importância do uso da camisinha durante as relações sexuais para a prevenção contra os vários tipos de HPV existentes.

Da mesma forma, quanto antes for aplicada a vacina contra o HPV, menor será a chance de se contrair e transmitir o HPV e de que ele evolua para algum tipo de câncer.

Todo ano são registrados 500 mil casos de câncer no colo do útero no mundo, com cerca de 270 mil mortes por ano.

O HPV é um dos grandes vilões por trás destes números. Isso se explica pelo fato de que os índices de infecção pelo HPV aumentam progressivamente após o início da atividade sexual.

A ALIA faz a sua parte trazendo informações importantes e dados para que você compreenda a realidade do HPV. Somente com a prevenção através da informação será possível reverter esse quadro.

Se você gostou deste artigo e quer ajudar a ALIA a disseminar informação de qualidade, clique aqui.

Até o próximo post!

Posted in IST and tagged , , , , , , , .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *